Colmeia dos Livros

Resenha | Quatro: Histórias da Série Divergente, de Veroncia Roth

quarta-feira, outubro 29, 2014 Conrado Dittrich 0 Comentários


Título original: Four: A Divergent Collection
Autor: Veroncia Roth
Número de Páginas: 271
Editora: Rocco (Jovens Leitores)
Tradução: Lucas Peterson
NOTA: 5/5
Sinopse: Reunindo quatro histórias da série Divergente contadas da perspectiva do personagem Tobias, e três cenas exclusivas, "Quatro Histórias da Série Divergente" oferece aos fãs da saga criada por Veronica Roth a chance de conhecer melhor a personalidade de um personagem fascinante e complexo e a chance de mergulhar mais fundo na sociedade dividida em facções criada pela autora.
Com mais de 21 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, a série Divergente chegou aos cinemas com Shailene Woodley e Theo James nos papéis principais.


Uma das maiores felicidades de um fã é quando um autor decide expandir seu universo com um spin-off que mostre mais daquele mundo que o leitor tanto ama. Muitos erram e mostram-se desesperados para mostrar mais história onde literalmente não existe. Outros acham o caminho certo e trazem conteúdos verdadeiros, que enriquecem sua saga. Com o livro "Quatro: Histórias da série Divergente", Veronica Roth não só acerta em cheio no conteúdo, como também mostra um grande amadurecimento na sua escrita.

O livro basicamente expande o mundo da trilogia Divergente, mostrando mais do passado de Tobias Eaton, o nosso querido Quatro. Conhecemos aquele garoto "careta" da abnegação, que sofria agressões do pai e tinha grandes dúvidas sobre pertencer àquele mundo. Dividida em quatro contos ("A Transferência", "A iniciação", "O Filho" e "O traidor"), a história se desenrola de maneira tão sutil, que é fácil considerar como um livro completo.

É nesse enredo incrível, que começa dois anos antes da transferência de Beatrice Prior, onde descobrimos mais sobre a vida que Tobias levava em sua antiga facção, como ele decidiu recomeçar em um novo grupo, quais suas motivações e medos na Audácia e como seu coração foi se transformando. Sua relação com seus colegas de facção toma uma proporção ainda maior, que nos permite vislumbrar o que ele sentia por cada um. Destaque para a grande amizade que se formou entre ele e seu instrutor Amah e o sentimento que ele tinha guardado por sua mãe.

Em Divergente, Tris Prior começa a luta por sua identidade própria e enfim começa a conhecer o mundo dentro e fora de si mesma. Neste livro, o mesmo acontece com Quatro e, na medida que a trama vai progredindo, vamos gostando ainda mais do personagem - que, segundo a autora, seria o protagonista da trilogia principal. No final, ainda temos três cenas já conhecidas na trilogia, contadas pelo ponto de vista do Quatro. São ótimas!

Veronica Roth é uma das escritoras com futuros mais promissores da atualidade. Com a dedicação e carinho que tem com os fãs e sua genialidade criativa, comprova que ainda pode surpreender muito os leitores do mundo todo. Com "Quatro: Histórias da série Divergente" vemos grande potencial em sua escrita e, principalmente, na sua criatividade. Uma pena que o livro seja tão curto. Não me importaria de ler mais dezenas e dezenas de páginas com esta história incrível, que é a de Divergente.

POSTS RELACIONADOS

0 comentários